Ir direto para menu de acessibilidade.
ptenfres

Área Básica de Ingresso em Engenharia

Publicado: Terça, 29 Dezembro 2020 16:45 | Acessos: 13379

Atenção: Informações para discentes nas matrizes vigente. Para novas entradas nos cursos de Engenharia (a partir de 2023/1) Clique aqui.

No segundo semestre de 2014, foram iniciados quatro cursos de Engenharia na UFLA (Civil, de Materiais, Mecânica e Química). O ingresso para esses cursos era unificado, ou seja, os estudantes que desejassem cursar uma dessas engenharias deveria fazer a inscrição para o curso ABI (Área Básica de Ingresso) Engenharia. Agora, a partir de 2023/1, as incrições ocorrerão por meio do Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia .

Os cursos da ABI–Engenharia contavam com matrizes curriculares integradas, compostas por cerca de 50% dos créditos em disciplinas comuns, incluindo conteúdos básicos e também profissionalizantes. Essa característica da Área Básica de Ingresso proporcionava aos estudantes uma formação interdisciplinar em ciências naturais, matemática e engenharias, sem descuidar de aspectos sociais e filosóficos de sua futura atividade profissional.

Uma grande vantagem da estrutura curricular da ABI–Engenharia era que o estudante teria uma formação integral ao longo de sua estadia na UFLA, podendo entrar em contato com diversas áreas do conhecimento através de atividades acadêmicas com foco em metodologias ativas de formação.

Quando o estudante ingressava na ABI–Engenharia era designado para ele um professor que fará o trabalho de tutor e o acompanharia durante o curso para orientar sobre sua formação e as escolhas curriculares, bem como monitoraria sua vida acadêmica.

Eram oferecidas 200 vagas por semestre e durante o curso o aluno escolhe em qual das engenharias deseja se formar. Esta escolha se dava inicialmente ao completar o segundo período letivo, momento no qual o estudante indicava, pela primeira vez, em qual curso pretende se formar. A partir do acolhimento dessa escolha inicial, que dependia de seu desempenho acadêmico, o estudante passava a percorrer as atividades curriculares do respectivo curso, tendo prioridade de matrícula em disciplinas específicas. Todos os ingressantes iniciavam seu percurso em igualdade de condições, pois as disciplinas do primeiro ano são comuns a todas as engenharias.

Assim, para os alunos que ainda se encontram em ABI-Engenharia, a escolha do curso no final do primeiro ano letivo não é, necessariamente, definitiva, pois se desejar, o estudante poderá alterá-la até o final do quinto período letivo. A UFLA atende à demanda pelas atividades dos cursos por meio da oferta de, no mínimo, 50 vagas em cada disciplina específica de cada engenharia. Quando há procura superior à oferta, ou seja, mais solicitações de matrícula do que vagas na disciplina, a prioridade é definida em função da classificação do estudante no curso escolhido e do desempenho acadêmico médio.

O estudante da ABI–Engenharia é estimulado a participar ativamente de sua formação por meio de projetos acadêmico/profissionais que ocorrem desde o terceiro período. Esses projetos, juntamente com o estágio curricular e o trabalho de conclusão de curso, visam a desenvolver autonomia com enfoque no “aprender a fazer” e também a integração dos conhecimentos que compõem a formação do engenheiro. Além disso, aqueles estudantes que conseguirem uma taxa maior de aproveitamento poderão cursar disciplinas de outros cursos específicos o que pode conferir vantagem no mercado de trabalho, pois hoje a habilitação profissional conferida pelo CREA é flexível e está relacionada aos conteúdos curriculares integralizados pelos estudantes. 

  • Regime: Semestral
  • Período: Integral
  • Duração: 10 semestres
  • Nº de vagas por semestre: 225 (a partir do semestre letivo 2019/1)
  • Código do curso na UFLA: G030
  • Matriz curricular